Albuquerque visita amanhã a obra concluída da via expresso entre a Raposeira e a Ponta do Pargo

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, visita amanhã, pelas 18h00, a empreitada, agora concluída, de construção da “Via Expresso Fajã da Ovelha – Ponta do Pargo – 2.ª Fase”, que veio permitir a conclusão da ligação da Estrada Regional 101, entre a Raposeira e a Ponta do Pargo, com uma extensão de 5.705 metros.

O traçado apresenta um perfil transversal tipo com nove metros na secção corrente a céu aberto, 9,60 metros nas secções em túnel e de 11,9 metros nos tabuleiros das obras de arte (pontes e viadutos).

A execução deste troço rodoviário foi dividida em duas fases, sendo que da primeira fase fizeram parte os trabalhos de escavação e revestimento provisório e definitivo dos túneis e galeria de emergência, canalização de três ribeiros e trabalhos de drenagem e impermeabilização, no interior dos túneis e respetiva galeria.

A segunda fase da empreitada de construção da Via Expresso Fajã da Ovelha – Ponta do Pargo, agora concluída, permitiu o fim integral dos trabalhos deste troço rodoviário.

Neste segundo troço entre a Fajã da Ovelha e o Amparo, foram executados dois viadutos com extensão de 165 e 225 metros sobre a Ribeira dos Marinheiros e sobre a Ribeira dos Câmbios, respetivamente, duas passagens superiores, ambas com extensão de 37 metros, para o restabelecimento do Caminho do Lombo e da Rua da Igreja, escavação e contenção de dois taludes e duas rotundas que permitem a ligação à ER 222 (Antiga ER 101).

Foram também executados trabalhos de drenagem, pavimentação, sinalização, instalação dos equipamentos de iluminação, segurança e de integração paisagística numa extensão aproximada de 3 800 metros.

Este troço da Via Expresso entre a Fajã da Ovelha e o Amparo representa um investimento de 20 M€ do Governo Regional da Madeira.

Já em funcionamento, mas integrado nesta obra, está o troço entre a Raposeira e a rotunda da Fajã da Ovelha (cerca de 15 milhões).

Ou seja, no total esta obra está orçada em cerca de 35 milhões de euros.