Madeirenses esperam até quatro horas para renovar Cartão do Cidadão

Alberto Pita

Quatro horas é o tempo máximo que madeirenses estão a esperar hoje na Direção Regional da Administração e Justiça (DRAJ), na Loja do Cidadão, para tratar de questões relacionadas com o Cartão do Cidadão.

O fluxo anormal que se está a registar hoje, e que se deverá prolongar por toda a semana, é consequência da greve dos funcionários do Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado da semana passada, que paralisou o serviço na Loja do Cidadão. Apenas os serviços mínimos funcionaram, ou seja, um funcionário e somente para os casos de urgência.

Dada a quantidade de pessoas que hoje se dirigiram aos serviços, as senhas foram bloqueadas ao final da manhã, estando a sua reabertura a acontecer de forma intermitente ao longo da tarde, conforme o sistema vai registando desistências.

Refira-se que até às 15h50 foram registadas 204 desistências.

O tempo máximo de espera registado hoje foi de quatro horas, mas o tempo médio para ser atendido é de sensivelmente uma hora e 48 minutos.

O JM apurou ainda que, hoje, já foram feitos 166 atendimentos relacionado com o cartão do cidadão, e, além desses atendimentos, foram realizadas 96 entregas deste documento.

Apesar do enorme fluxo de utentes a este serviço, as pessoas aguardam serenamente pela sua vez, conforme o JM constatou no local.