JM - Edição impressa: Casas de abrigo ‘renascem’ na floresta - Desporto: A força dos golos derrotou Marítimo

O projeto de recuperação das casas de abrigo da Madeira está praticamente concluído. O Instituto de Florestas e Conservação da Natureza liderou o plano de investimento público-privado que resultou na conceção de renovadas áreas de lazer e segurança e na criação de 40 postos de trabalho. Esta é notícia que faz esta segunda-feira manchete no JM, onde pode ser lida nas páginas 4 e 5;

Conheça ainda a história dos pescadores que ‘viram a morte várias vezes’. José António, um dos sete pescadores que estiveram desaparecidos no mar, confessa ao JM ter pensado que ia morrer, mas manteve uma réstia de esperança.

Nesta edição, saiba ainda que a Madeira ‘escapa’ ao êxodo de enfermeiros do país;

No que respeita à Educação, a página 28 informa que os professores do DSEAM acedem à carreira de docente;

Fique ainda a saber que hoje celebra-se a arte da fotografia;

Na música, James Arthur chega à Madeira na melhor fase da sua carreira;

Sobre Religião, o bispo do Funchal não quer comícios à porta das igrejas;

Um jornal, duas capas. No desporto, o Marítimo saiu de Vila das Aves sem pontos, apesar de ter sido superior ao adversário em quase todos os capítulos do jogo, exceto no mais importante, os golos. A derrota por 3-1 traduz os níveis de eficácia de ambas as equipas;

No Campeonato de Portugal, o Marítimo B saiu derrotado na estreia;

Já na II Liga, os Alvinegros ganham pontos do Minho. O avançado Rochez ainda colocou o Nacional em vantagem, mas o também candidato Leixões chegou ao empate (1-1), diz a página 35;

Chamada para todo-o-terreno, onde o Super Trial 4x4 deu espetáculo em São Vicente.

Estas e muitas notícias encontram-se hoje no JM, disponível em edição impressa ou digital para que fique a par da atualidade madeirense.