Regresso de lusovenezuelanos está estabilizado na Madeira

Paula Abreu

O regresso de lusovenezuelanos para a Madeira está estabilizado “há algum tempo”, segundo adiantou o secretário regional de Educação, com a tutela das Comunidades Madeirenses.

“Mas esse regresso, em algumas circunstâncias mantém não só o fluxo de entradas como também o de saídas para outros destinos que não propriamente a Venezuela. No entanto, neste momento, esse regresso está perfeitamente estabilizado e controlado em termos dos enquadramentos que são necessários dar a essas pessoas”.

Jorge Carvalho viaja hoje para Caracas, na Venezuela, para participar nas comemorações do Dia da Região Autónoma da Madeira junto da comunidade madeirense residente naquela cidade. Jorge Carvalho manterá encontros com diferentes estruturas da diáspora no país de Simon Bolivar.

“Com esta presença, vamos procurar deixar uma palavra de esperança e de reconhecimento por toda a capacidade de resiliência que aquela comunidade tem tido. Vamos também manifestar toda a disponibilidade e apoio que a Região tem prestado a todos aqueles que têm optado pelo regresso”, adiantou Jorge Carvalho ao JM e à Antena 1, momentos antes à cerimónia de distinção dos melhores alunos da Escola Secundária Francisco Franco. Sobre esse evento, o governante disse ser um momento feliz para a Educação Regional. “Sempre que nós reconhecemos o empenho, o trabalho e a dedicação dos nossos alunos, secundarizado por todo o trabalho realizado pelos professores, é sempre um momento de satisfação, significativo para o quotidiano das nossas escolas”.

Já o diretor do estabelecimento de ensino enalteceu a evolução dos alunos desde que se criou a medida de distinção, em 2013/2014. No primeiro ano, foram reconhecidos 24 alunos com o prémio de excelência e este ano passaram para 82. António Pires não tem dúvidas que essa evolução é a tradução do trabalho que a escola tem vindo a fazer ao longo destes anos.

Hoje, foram atribuídos 82 prémios de excelência a estudantes que tiveram no mínimo 18 valores, e 67 prémios de honra aos alunos entre os 17 e os 18 valores.