JM - Edição impressa: Custo elevado do frete marítimo incomoda ACIF - Desporto: Festa do Jamor não é para todos

No Dia do Empresário Madeirense, o novo presidente da ACIF, Associação Comercial e Industrial do Funchal, insiste na resolução do “factor critico” de transporte marítimo de mercadorias, fruto de um “oligopólio concertado ou concorrência monopolista”. Em entrevista ao JM, Jorge Veiga França releva ainda o projeto integrado na defesa do produto regional”, um assunto desenvolvido nas páginas 18 e 19;

Nesta edição de terça-feira, saiba que os estacionamentos sem cobrança prejudicam o comércio no Funchal, informa a página 12;

Chamada para a página 5 na qual se lê que a nova taxa coloca a sobrevivência das rádios em risco;

Aumentou o consumo de energias poluentes, segundo refere a página 7;

Saiba ainda que as mesas de voto vão mudar já para as Europeias;

Um jornal, duas capas. No desporto, a festa no Jamor não é para todos. Isto porque os adeptos do Sporting ou FC Porto residentes na Madeira dificilmente poderão acompanhar a final da Taça de Portugal no Jamor. Só a viagem, segundo simulação feita pelo JM, custa mais de 500 euros. A mobilidade aérea continua a ditar restrições a todos os níveis, diz a página 38;

Na página 37 chegou a hora de balanços para todos os gostos na Liga;

Destaque para Charles que deixa o futuro “nas mãos do Marítimo”;

Há 39 equipas na partida da Rampa do Monte, refere a página 33;

Quanto aos ‘Motards Unidos’ projetam eventos para todo o ano, diz a página 52.

A sua edição de hoje do JM já pode ser adquirida nas bancas ou consultada em versão digital, para que fique a par da atualidade da ilha da Madeira.