Governo Regional apresentou Plano para a Família e Intervenção Social

Marco Milho

No Dia Internacional da Família, o Governo da Região apresentou o Plano Regional para a Família e Intervenção Social (PRFIS), que Miguel Albuquerque anunciou como “o último grande compromisso” do Executivo em matérias da Segurança Social.

O programa tem como alguns dos seus principais objetivos a promoção de estudos e ações de apoio sobre a família, a infância e a juventude, ou a qualificação de profissionais para intervenção no quadro familiar. Entre as medidas anunciadas no âmbito do plano, está a criação de um conselho regional para a família.

O presidente do Governo Regional considerou que o PRFIS vem permitir um melhor conhecimento da realidade, para uma alocação de recursos mais eficaz. “No fundo, o que este plano permite, em primeiro lugar, é um apuramento, um melhor diagnóstico, para podermos fazer uma melhor intervenção social”, disse o governante. “Nesse sentido, temos, como foi anunciado, um conjunto de medidas, mas atrevo-me a dizer que a principal medida é termos uma sociedade em que a família é central.”

Albuquerque afirmou que existem condições para que sejam corrigidas algumas das maiores situações de vulnerabilidade, porque a Região tem “um quadro de sustentabilidade assegurado nos próximos anos, da própria intervenção social, através do crescimento económico, do imposto progressivo, das intervenções que são feitas na Saúde, na Educação e na área Social, que são fatores de correção muito importantes”. O líder do Executivo madeirense recordou outras medidas, como o apoio à natalidade, a devolução de rendimentos, ou a redução do preço das creches.

“É um plano muito importante para fazermos um conjunto de correções e de intervenções que não custam milhões, nem têm custos orçamentais muito elevados, mas que são fundamentais para melhorar o funcionamento das famílias”, sintetizou.