PCP destaca «desigualdades e injustiça social» no setor dos transportes públicos

Os transportes públicos são um dos setores mais marcados por um conjunto de falhas, em relação a desigualdades e injustiças, apontou o deputado Edgar Silva. O Grupo Parlamentar do PCP fez uma viagem de autocarro, no trajeto entre a Ribeira Brava e o Funchal, esta manhã, e destacou a urgência de haver «um bilhete único para os transportes públicos da Região Autónoma da Madeira».

«Há uma desigualdade escandalosa que caracteriza a oferta, a qualidade e o preço do serviço de transportes públicos que é prestado à população», afirmou Edgar Silva. 
Por outro lado, «a desigualdade também se manifesta na discriminação de quem mora nas periferias e nas zonas altas», ou seja, as pessoas que vivem fora dos centros de concelho ou dos centros urbanos «têm custos adicionais e são vítimas de uma discriminação agravada, o que aprofunda ainda mais a desigualdade no serviço prestado às populações neste setor», sublinhou. 
Neste sentido, o deputado do PCP defendeu a existência de «um bilhete único e a aplicação de um tarifário único para os transportes públicos da Madeira», bem como «um passe social com uma tarifa única aplicada em todos os concelhos».
E conclui: «Estas duas medidas são um contributo importante para que tenhamos melhores transportes públicos, com uma justa prestação de serviço público».

Carolina Hermano