CMF vai desafiar a escola a 30 de abril

A Câmara Municipal do Funchal informa em comunicado que promove, no próximo dia 30 de abril, a 4.ª edição da Conferência ‘Des(a)fiar a Escola’, no Teatro Municipal Baltazar Dias, o maior evento anual promovido pela edilidade com o intuito de debater a escola, desafiando toda a comunidade educativa para esta reflexão, e dando visibilidade a diferentes experiências educativas que estejam a ser levadas a cabo no território.

Com início marcado para as 9h30, e abertura do presidente Paulo Cafôfo, o dia de trabalhos vai compreender dois painéis dedicados à “reflexão sobre a educação, este ano focada especialmente em questões de cidadania e participação”, avança a Vereadora Madalena Nunes, que tem o pelouro da Educação no Funchal, lê-se em comunicado.

Acrescenta a mesma nota que as “inscrições para a conferência têm o custo simbólico de 5 euros e podem ser feitas através do site da CMF ou na bilheteira do Teatro Municipal Baltazar Dias”.

Será igualmente desencadeada este ano a elaboração do primeiro Manifesto para a Infância no Funchal.

O projeto ‘Des(a)fiar a Escola’ foi criado pela Autarquia em 2016, perante a necessidade de incitar à reflexão sobre a educação e a escola como motores fundamentais para o desenvolvimento da sociedade.

“Com uma manhã mais dedicada à cidadania, será possível conhecer as perspetivas de Jorge Teixeira, Vencedor do Global Teacher Prize Portugal em 2018, Nelson Dias, Empreendedor em Democracia Participativa e Consultor do Banco Mundial, Helena Ferro Gouveia, Jornalista e Especialista em Trauma de Guerra e Paulo Brazão, Professor Auxiliar da Universidade da Madeira”, refere a CMF.

Acrescenta que à tarde, “será possível abordar dois projetos de educação para o empreendedorismo que estão, de momento, a decorrer no Funchal: ‘Exploradores de Sonhos’, do Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania da Universidade Aberta, através do olhar de Jacinto Jardim (Universidade Aberta) e dos professores que o implementam diariamente no Funchal, e ainda o projeto da Instituição de Solidariedade Social Coração Delta, que será apresentado por Dionísia Gomes e Carlos Pepê”.

Conclui a autarquia que o “painel será rematado por propostas e perspetivas de crianças e jovens sobre a escola e o futuro, num desafio acolhido por alunos de 10 escolas de 1º ciclo do Funchal, que irão apresentar ‘20 ideias para a escola do futuro’, e 5 jovens do 2º CEB, que procurarão desafiar o futuro. No desfecho de mais uma edição do ‘Des(a)fiar a Escola’, a Autarquia vai igualmente abrir caminho à elaboração de um Manifesto para a Infância no Funchal, que começará por coligir as contribuições e conclusões da agenda de trabalhos e circulará depois pelas escolas do concelho”.