Endividamento municipal do Porto Santo está consolidado

Um dos primeiros pontos que mereceu a aprovação, por maioria, na reunião de hoje da Assembleia Municipal do Porto Santo, com os votos favoráveis do PSD e do MAIS Porto Santo e abstenção do Partido Socialista, versou sobre os documentos de prestação de contas do município, relativos ao ano económico de 2018.

"Importa destacar que o endividamento municipal é hoje significativamente mais baixo que o ano anterior. Não existe qualquer dívida vencida e que não tenha sido paga, com a exceção de valores residuais que não foram liquidados por questões meramente administrativas não imputáveis à autarquia. Destaque para o prazo de pagamentos, que é, agora, de apenas 67 dias, onde nunca é demais lembrar que no último trimestre de 2017 este prazo é era de 248 dias", informa a nota enviada à imprensa.

"Todo o endividamento municipal está consolidado, ou seja, corresponde a dívida com um cronograma financeiro adequado à capacidade financeira da autarquia. A inclusão do saldo de gerência permite à autarquia fazer face às necessidades de tesouraria de curto prazo. Foi também aprovada, por maioria, a Proposta de 3ª Modificação Orçamental de 2019 - 1ª Revisão ao Orçamento da Receita, com os votos favoráveis do PSD e MAIS Porto Santo, mas que contou com o voto contra do PS, que apresentou declaração de voto. Esta modificação orçamental cumpre a regra do equilíbrio orçamental", acrescenta a referida nota.