Carlos Pereira acusa Governo Regional de mentir às famílias desalojadas pelos incêndios

O presidente do Partido Socialista na Madeira (PS-M), Carlos Pereira, considera que o Governo Regional está atualmente a «omitir» os apoios que o Governo PS já deu aos madeirenses, no contexto das famílias que ficaram desalojadas. O representante socialista falava hoje, que o Governo Regional acusa o Governo da República de não estar a ajudar 30% das famílias na Madeira, contudo um esclarecimento chegou numa carta. Nessa carta, enviada pelo Governo de António Costa ao Governo Regional, realçava que ainda que o programa nacional “Prohabita” não estivesse a habitar todos os desalojados, era necessário criar um regulamento interno na Madeira para assegurar apoio a esses 30%, «e que o Governo da República pagava por esse acesso». «É lamentável que o Governo Regional, tendo recebido uma carta com este teor, que o possa mostrar a todos os madeirenses, tenha pura e simplesmente optado por fazer chicana política por utilizar uma estratégia de oportunismo político para ter dividendos políticos e não ajudar as famílias que perderam as suas casas», disse Carlos Pereira, acrescentando que este Governo tornou-se num império da mentira, pois «dia sim, dia não» apresentam meias verdades aos madeirenses e fogem com o rabo à seringa com aquilo que são as suas responsabilidades». Carlos Pereira referiu ainda que o Governo Regional devia pedir «desculpa» aos madeirenses que ficaram desalojados na sequência dos incêndios, por ainda não ter feito o que devia pelas pessoas que ficaram desalojadas após os incêndios. Aprofunda ainda: «Aquilo que têm a responsabilidade por terem recebido a carta do Governo da República e por não terem feito o regulamento interno e por terem dito às pessoas que não há dinheiro para pagar as casas , façam meia culpa [...].O PS-M e o Governo PS já tratou do financiamento. É preciso é que o Governo Regional não oculta essa matéria e não minta aos madeirenses», disse.