Escolas da Região estudam o uso de tablets em aula a partir do 5.º ano

Iolanda Chaves

O uso do tablet na sala de aula poderá ser uma realidade no próximo ano letivo, a partir do 5.o ano, disse esta tarde o secretário regional da educação.

Jorge Carvalho esteve na escola do 2 e 3 ciclos Brazao de Castro (no Galeão) onde entregou kits de robótica e de programação às 25 escolas dos 2 e 3 ciclos da RAM. Estes equipamentos custaram 60 mil euros e visam o desenvolvimento dos conceitos de programação, robótica e programação.

Relativamente aos tablets nas salas de aula, o governante disse que esta medida está neste momento a ser estudada em conjunto com as escolas, a fim de se saber até que ponto estarão preparadas, nomeadamente ao nível dos professores.

O uso do tablet será segundo o secretário uma forma dos alunos saídos do primeiro ciclo darem continuidade ao que aprenderam e de ao mesmo tempo aliviarem o peso das mochilas.

Na escola onde decorreu a entrega dos kits, os representantes de cada uma das escolas presentes visitaram uma sala protótipo, chamada a sala do futuro, onde os professores fazem formação precisamente na área da robótica e da programação, entre outras voltadas para um ensino que procura fomentar competências na área das novas tecnologias. A sala representa também um investimento de 65 mil euros.