Machico tem 36 voluntários de proximidade formados

Iolanda Chaves

O concelho de Machico conta agora com 36 voluntários 'encartados', aptos a participarem em projetos de solidariedade ou a levarem uma palavra de conforto aos idosos que vivem isolados ou sozinhos.

Rita Andrade, secretária regional da Inclusão e dos Assuntos Sociais, esteve esta tarde na Junta de Freguesia de Machico, onde decorreu a entrega dos certificados resultantes de duas ações de formação em voluntariado.

A governante agradeceu a disponibilidade dos voluntários para o serviço em prol dos outros e, como nota de curiosidade, referiu que o índice de felicidade é maior nos países onde há mais voluntariado, para dizer que faz bem aos outros faz bem a si próprio.

Segundo Rita Andrade, na região existem 2.600 voluntários, dos quais 1.600 exercem o voluntairado de forma regular. Estes são números que a secretária regional recentemente levou à Assembleia Legislativa Regional onde foi aprovado "por unanimidade, da esquerda à direita" o Estatuto do Voluntário apresentado pelo Governo Regional.

Este estatuto, recorda, contempla um conjunto de benefícios para quem pratica voluntariado com regularidade, nomeadamente isenção de taxas moderadoras na saúde, entradas gratuitas em museus e espetáculos e nos transportes públicos. Neste caso, Rita Andrade considerou a circunstância de haver quem queira fazer voluntariado com regularidade mas não o faça por não ter dinheiro para o transporte.

A secretária regional pensa que há muita gente a querer estar disponível para os outros e que este estatuto, que será agora discutido na especialidade, será um bom contributo.

A presidente da Casa do Voluntário, entidade que dinamiza o projeto 'Voluntariado de Proximidade' na Região, agradeceu aos novos voluntários e incentivou-os a colocarem em prática os conhecimentos adquiridos junto dos idosos que vivem mais isolados ou sozinhos.

"Vamos tirar as pessoas de casa e, às que não querem sair, dar-lhes um pouco de conversa", disse Helena Correia lembrando que um pequeno gesto de atenção pode fazer a diferença na vida de uma pessoa.

O projeto 'Voluntariado de Proximidade' tem como objetivo auxiliar as instituições a criar núcleos locais de modo a combater eficazmente a solidão na população idosa, proporcionando maior segurança, bem-estar e companhia e, como tal, o voluntariado deve ser exercido por quem vive na terra, neste caso em Machico.