Liliana Rodrigues no Porto e em Paris para falar sobre Igualdade de Género

Com o objectivo de assinalar o Dia Internacional da Mulher, a eurodeputada Liliana Rodrigues, em representação da delegação socialista portuguesa, viajou até ao Porto, no dia 8 de Março, para discutir o “Poder das Mulheres na Política”, tendo seguido depois para Paris. Hoje, na capital francesa, a eurodeputada irá falar sobre os “A igualdade de género na Europa de hoje: quais os desafios?”.

De acordo com o relatório do Fórum Económico Mundial 2018, na Europa Ocidental serão necessários 61 anos para que exista plena igualdade de género. Portugal caiu quatro posições, quando comparado com o ano anterior, e surge agora na 37.º posição no ranking mundial, entre 149 países. Apenas 17 mulheres ocupam cargos de chefes de Estado ou de Governo. Entre todos os dirigentes do mundo, apenas 34% são mulheres.

Para Liliana Rodrigues, a sub-representação das mulheres a nível político faz com que “as organizações políticas acusem alguma falta de sensibilidade em matérias delicadas, como no caso da violência de género, por exemplo”. A eurodeputada eleita pelo Partido Socialista acrescentou ainda que “o combate, com o objectivo de alcançar uma sociedade mais justa e igualitária, tem que ser feito por todos, mulheres e homens, de forma constante”. Os desafios em matérias de igualdade de género “não podem ser apenas lembrados quando assinalamos o Dia Internacional da Mulher. Este combate tem de ser feito 365 dias por ano”, referiu a parlamentar.

Liliana Rodrigues assinalou ainda que, “a manter-se o ritmo actual, precisaremos de 107 anos para atingir a plena igualdade no domínio político e 202 no que respeita a oportunidades económicas”. Realidade que entende poder ainda agravar-se tendo em conta “os retrocessos em termos de direitos das mulheres e de igualdade dos géneros a que temos assistido, incluindo em alguns países europeus”. Em jeito de conclusão, a eurodeputada madeirense acredita que “temos de ser proactivos e recorrer a medidas de acção positiva” e que a solução “passará obrigatoriamente por colmatar a sub-representação política das mulheres e o défice democrático que daí advém” porque, “quando a igualdade política for alcançada, tal acabará por se reflectir em todas as outras áreas da sociedade”.

O “Poder das Mulheres na Política” é um debate organizado pelo Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal e tem como objectivo assinalar o Dia Internacional da Mulher. Já os “A igualdade de género na Europa de hoje: quais os desafios?” trata-se de uma iniciativa da Casa de Portugal – Residência André de Gouveia – Cidade Universitária Internacional de Paris, em parceria com o programa “Europa Minha” da RTP. Integrada num ciclo de conferências, o evento visa proporcionar aos migrantes portugueses e luso-descendentes a possibilidade de debaterem questões da actualidade europeia com os deputados portugueses eleitos ao Parlamento Europeu.