José Prada diz que união do PSD-M "incomoda e desespera" a oposição

JM

José Prada considera que as declarações veiculadas pelo Movimento "Juntos pelo Povo", neste sábado, a propósito do Executivo regional, "apenas espelham o nervosismo e o incómodo da oposição regional face ao cumprimento integral das medidas do Programa de Governo, para o presente mandato".

Em comunicado enviado ao JM, o secretário-geral do PSD-Madeira acusa o JPP de "falta de seriedade" por "ignorar e menosprezar medidas sociais que têm vindo a ser implementadas e que assumem um peso da maior relevância na melhoria das condições de vida da população madeirense e porto-santense apenas e só para fazer valer argumentos que já não convencem, precisamente porque movidos por interesses político-partidários e não pelo que é melhor para cada um dos nossos cidadãos".

Exemplos dessas medidas, que o PSD diz serem ignoradas pelo JPP, são "o Kit Bebe, a redução do preço das creches, a redução fiscal, o maior rendimento das famílias, entre muitas outras".

"Mais do que nervosismo, são também declarações que denotam o incómodo que a união e a mobilização atualmente reforçadas no PSD/Madeira provocam naqueles que se auto-intitulam de solução sem, todavia, darem quaisquer provas nesse sentido", sublinha José Prada.

A concluir, o dirigente social-democrata preconiza que "falhanço em toda a linha será a governação da autarquia de Santa Cruz, da qual não se conhecem quaisquer benefícios para a população".