Secretaria da Saúde preocupada com os beneficiários da ADSE na RAM

Na sequência das informações vindas a público, no dia de hoje, relativas à suspensão das convenções com a ADSE por parte de diversos prestadores privados, alguns com atividade na Região Autónoma da Madeira (RAM), a Secretaria Regional da Saúde pediu, hoje, um esclarecimento ao Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, sobre esta matéria.

Na RAM existem alguns prestadores privados convencionados com a ADSE e como tal é importante conhecer as implicações da tomada de decisão de rutura, por parte de alguns prestadores ao nível nacional, em relação aos beneficiários da ADSE na RAM.

A Secretaria Regional da Saúde, liderada por Pedro Ramos, pretende com este pedido de informação à Ministra da Saúde defender os direitos dos beneficiários da ADSE na RAM.

Importa relembrar que a ADSE é um Instituto Público, com dupla tutela do Ministério da Saúde e do Ministério das Finanças do Governo da República, cuja missão é assegurar a proteção dos seus beneficiários nos domínios da promoção da saúde, prevenção da doença, tratamento e reabilitação.

Ao contrário do que se tem tentado demonstrar na Região, a única relação que o Governo Regional tem com a ADSE, é assegurada via IASAÚDE, IP-RAM, como parceiro institucional disponível para colaborar em igualdade de circunstância com o único objetivo de servir os cidadãos da RAM. Como tal, é importante reforçar que todas as decisões relacionadas com a gestão deste subsistema são única e exclusivamente da responsabilidade da ADSE ao nível nacional, com a aprovação do Governo da República.