Caso ‘Anastácio Alves’ volta a ser notícia nacional

O jornal Observador publica uma extensa reportagem onde repisa o caso do padre Anastácio Alves, investigado duas vezes pela PJ devido a alegados abusos sexuais quando era pároco na Nazaré.

Recorda a publicação que a Igreja transferiu o padre de paróquia, mas só em 2018, perante uma terceira queixa, o afastou das funções, sendo atualmente desconhecido o seu paradeiro. Em parte incerta, testemunhas afirmaram que o seu carro ainda continua em França, onde estacionava habitualmente. Em Santa Cruz, de onde é natural, haverá quem o tenha visto pela última vez em agosto ou setembro, escreve o Observador.

Na reportagem são revelados novos pormenores sobre o caso e sobre as testemunhas envolvidas nos processos, que deixam, até aos dias de hoje, familiares expectantes por apurar toda a verdade dos factos.