Manifestante perde uma mão durante confrontos dos coletes amarelos em Paris

Lusa

Participantes na manifestação de "coletes amarelos" envolveram-se hoje em Paris em confrontos com a polícia e um manifestante ficou gravemente ferido ao perder uma mão na explosão de uma granada de gás lacrimogéneo.

O incidente com o manifestante, noticiado pela agência France-Presse, que cita fontes dos serviços de emergência, ocorreu perto da Assembleia Nacional, no centro da capital francesa, onde a tensão aumentou com manifestantes a incendiarem caixotes de lixo e a lançarem pedras contra a polícia e esta a responder com granadas de gás lacrimogéneo.

Segundo fonte policial, citada pela BFM TV, o incidente deu-se quando o manifestante, que não envergava um colete amarelo, apanhou uma granada de gás lacrimogéneo lançada pela polícia para a reenviar na direção dos agentes, mas não conseguiu fazê-lo antes dela explodir.

O mesmo canal cita em contrapartida uma testemunha que afirmou que a vítima era um “fotógrafo ‘colete amarelo’” e que foi atingido por uma granada lançada pela polícia.

“Quando os polícias quiseram dispersar as pessoas, uma granada foi lançada para junto da perna dele e ele quis afastá-la com a mão para que não lhe atingisse a perna, mas quando lhe tocou ela explodiu”, relatou a testemunha, Cyprien Royer, que filmou a cena.

Após a tensão junto da Assembleia Nacional, a situação acalmou e o cortejo seguiu para o Senado, outro dos pontos de passagem do percurso habitual, que termina junto à Torre Eiffel.

Centenas de “coletes amarelos” voltaram hoje a manifestar-se em Paris, o 13.º protesto deste movimento de contestação, por entre forte dispositivo policial.

Desde o início da manifestação, cerca das 12:00 locais (11:00 em Lisboa), pelo menos dez pessoas foram detidas, segundo a polícia parisiense, citada pela imprensa.