Comissão Política do PSD apresenta voto de protesto contra ministra do Mar

A Comissão Política do PSD-Madeira apresentou hoje um “voto de protesto” relativamente à recente visita da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, à Madeira, durante a qual, “mais uma vez, ficou claro que o Governo da Geringonça, da responsabilidade do PS, do BE e do PCP, usa o aparelho do Estado para promover a sua estratégia político-partidária, confundindo papéis e, sobretudo, trazendo uma mão cheia de nada que aponta soluções para 2020, nunca antes acauteladas ou apoiadas, conforme seria legítimo, como é o caso do ferry”.

“O PSD/Madeira manifesta, aliás, a sua preocupação pelo facto de o Governo da República manter, neste ano de 2019, a irresponsabilidade de tratar os madeirenses como portugueses de segunda, sendo visível a sua falta de vontade política em resolver assuntos pendentes como a revisão do subsídio de mobilidade ou os juros da dívida”, disse José Prada, secretário-geral do PSD e porta-voz da reunião.

No que concerne à discriminação da Região pelo Estado Português, “repudia-se o facto de a Madeira ter sido preterida para acolher as celebrações do Dia de Portugal, ofensiva que, em plena comemoração dos 600 Anos do Descobrimento da Ilha, espelha o total desrespeito da República pela história e memória do povo madeirense”.

Prada anunciou ainda que o PSD/Madeira vai promover, nos próximos meses, novos encontros com a população, visando auscultar e recolher o contributo de todos os madeirenses para o próximo Programa de Governo, assim como apresentar o balanço do atual, cujas medidas estão, na sua maioria, cumpridas e em curso. Os primeiros encontros não terão a presença de Alberto João Jardim, disse o secretário-geral, mas o partido conta com o apoio disponibilizado no congresso do último fim de semana.

Prada disse ainda que as iniciativas “Governo de Proximidade”, com as visitas dos secretários regionais às freguesias, e Encontro com os Militantes”, com a presença do presidente do PSD-M, vão continuar a existir.

Por fim, foram feitos os seguintes agendamentos: Conselho Regional, a 9 de fevereiro, a Festa do Chão da Lagoa, a 28 de julho, e o Jantar de Natal, a 6 de dezembro.