Santa Cruz é tratada com “o mesmo respeito e empenho” que os outros concelhos, afiança Pedro Calado

Sofia Lacerda

“O concelho de Santa Cruz, independentemente das cores partidárias ou dos partidos que possam existir, merece o mesmo respeito e o mesmo carinho que todos os outros concelhos”, afiançou o vice-presidente do Governo Regional.

Pedro Calado falava esta tarde, na cerimónia de abertura da 34.ª Feira Etnográfica ‘O nosso concelho’, inserida nas Festas de Santo Amaro 2019.

Na sua intervenção, lembrou que costuma dizer que “nós não sentimos concelho nenhum de forma diferente, sentimos sim, que são 11 ‘filhos’ que o Governo Regional tem”.

“Cada concelho é um filho e tentamos tratar todos estes filhos de igual forma, também com igual responsabilidade em tudo aquilo que nós fazemos”, complementou.

Assim, realçou que é dessa forma que o Executivo tem tratado o concelho de Santa Cruz, “com a mesma responsabilidade, com o mesmo carinho e com o mesmo empenho com que o fazemos com toda a ilha”.

Pelo contrário, Pedro Calado lamentou não sentir igual tratamento de Portugal Continental: “temos tido muitas guerras com o Continente, sobretudo por sentirmos que não estamos a ser respeitados da forma como deveríamos”.

“Ainda hoje está cá na Madeira um administrador da TAP que teve o descaramento de vir dizer à Madeira que há passagens a 20, a 30 e a 40 euros. Eu não sei onde é que ele compra essas passagens, mas de certeza que os madeirenses não o fazem pelo mesmo preço”, criticou.

“Nós não estamos a ser tratados da mesma forma e com as mesmas condições que os continentais estão a ser tratados”, denunciou.