JPP reclama autoria de medidas anunciadas por Albuquerque

Discutiu-se na semana passada o orçamento da Região para 2019, onde o Grupo Parlamentar do Juntos pelo Povo apresentou diversas medidas de apoio aos idosos.

De acordo com comunicado do partido, “destacam-se destas o complemento financeiro para pensionistas e reformados, o apoio na aquisição de medicamento, o apoio na aquisição de materiais de apoio - mais conhecido como ajudas técnicas - e, inclusivamente, os subsídios de incentivo a projetos comunitários, descentralizados e de proximidade, de apoio à população idosa, numa vertente de promoção do envelhecimento ativo”.

Entende o JPP “que, mais do que nunca, o Governo Regional tem de centrar o seu investimento com uma visão de futuro, onde o apoio à natalidade e a promoção do envelhecimento ativo terão de ser prioridades”.

Acrescenta na mesma nota que “o envelhecimento demográfico é um dos grandes desafios do século, sendo por isso fundamental, aplicar medidas de apoio que permitam, aos idosos, beneficiar de uma Vida com Dignidade e, sempre que possível, na sua zona de conforto”.

“Estas medidas propostas pelo JPP foram amplamente criticadas pela maioria PSD-Madeira, que suporta o Governo Regional, e chumbadas em sede de discussão do orçamento para 2019”, sublinha o partido.

“Apenas dois dias depois é equacionada e anunciadas estas mesmas propostas pela mesma maioria PSD que, há apenas dois dias, as menosprezou e chumbou”, acrescenta.

Acusa ainda o Governo do PSD de demonstrar “a sua ‘renovação’ camaleónica, cujo “princípio fundamental” é chumbar propostas meritórias e fundamentais à população, em vez de fazer das necessidades desta mesma população, o princípio da sua governação!”.

“E, uma vez mais, o JPP vem reprovar veemente esta postura do PSD, que olha e defende primeiramente os seus interesses político-partidários em detrimento dos anseios e necessidades do Povo que os elegeu”, conclui.