Governo aprova 20 milhões para a IHM

O Governo Regional decidiu alargar o âmbito de aplicação do Programa de Recuperação de Imóveis Degradados (PRID) aos proprietários de moradias unifamiliares localizadas em conjuntos de habitação social geridos pela IHM, para obras de remoção de amianto.

A medida foi anunciada pela secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, que foi a porta-voz da reunião do Conselho de Governo.

Além desta matéria, Rita Andrade anunciou ainda dois novos contratos-programa que prevêem uma comparticipação de 8,8 milhões que se destina a reembolsos de capital e juros em 2019, de empréstimos da IHM junto da banca e do IHRU.

Para o Programa de Recuperação de Imóveis Degradados (PRID) estão previstos 11 milhões, entre 2019 e 2022.

De acordo com a governante, o objetivo é "manter a estratégia e a grande aposta na reabilitação e valorização dos edifícios sob a gestão da IHM". "É importante não deixar que estas habitações voltem a estar neste estado de degradação", acrescentou.