JPP alerta população para o aumento do custo da água

Petra Teixeira

A empresa Águas e Resíduos da Madeira (ARM), responsável pelo saneamento básico de Câmara de Lobos, Machico, Ribeira Brava e Santana, pretende implementar um conjunto de investimentos e também prepara-se para aumentar o custo do abastecimento de água potável para estes municípios, denúncia feita o membro Juntos Pelo Povo (JPP), Carlos Costa.

«Na fatura os municípes vão ter a suspresa de um aumento de água, que serão à volta de 18 a 35 centimos ao mês», referiu hoje, numa iniciativa em Machico.

O JPP refere ainda que na sequência do aumento do custo de água, estava também previsto um conjunto de tarifários especiais, nomeadamente «ligados à redução e apoio às famílias menos abastadas, com agregados familiar acima de cinco pessoas, com fracos rendimentos com tarifário social e familiar». Ainda assim, JPP lembra que não houve «pressa» por parte da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais em fazer aplicar esta medida.

Carlos Costa adverte que foram já vários os municípes que já fizeram queixa sobre a não aplicação desta medida. «O que informaram estes municípes é que só estaria disponível estes tarifários suplementares de apoio às pessoas que têm menos rendimento e maiores agregados familiares, por volta de abril/maio/julho, no segundo trimestre de 2017», disse, considerando a informação uma «falásia» pois o que havia sido prometido é que os tarifários iam ser aplicados «em simultâneo» com o aumento do custo da água.
«Consideramos que a ARM está a enganar os municípes», lamenta, realçando que seria importante manterem a «promessa» feita inicialmente.