Cláudia Monteiro de Aguiar reeleita vice-presidente da SME Europe

Cláudia Monteiro de Aguiar foi hoje reeleita vice-presidente da SME Europe, em Helsínquia, na Finlândia, no decorrer no 25º Congresso do PPE (Partido Popular Europeu), numa cerimónia onde também o partido escolheu Manfred Weber como o seu candidato à presidência da Comissão Europeia com 79,2% dos votos contra apenas 20% do finlandês Alexander Stubb.

A Eurodeputada Madeirense vai igualmente continuar na presidência do Grupo Europeu de Turismo no seio da SME Europe, cujo objetivo passa por procurar implementar novas e inovadoras ideias que possibilitem ao sector superar os desafios que enfrenta atualmente.

A SME Europe é uma associação Europeia que representa as Pequenas e Médias Empresas na Europa e que procura moldar as políticas da UE de uma forma mais favorável.

Para a Deputada do PSD, este é um voto de confiança no trabalho que tem vindo a realizar na SME Europe e é também um incentivo para continuar. "O Turismo é um setor de enorme relevância e com cada vez mais impacto socioeconómico na União. Composto em larga escala por pequenas e médias empresas, precisa claramente que continuemos a trabalhar na desburocratização e em impedimentos que afetam as empresas. A Digitalização está a mudar o mundo do trabalho, da investigação e formação, precisamos ser céleres e eficientes na promoção de regulamentos concretos que permitam uma adaptação a esta nova realidade com a qual todos nos confrontamos atualmente. Continuarei a empenhar-me por melhores resultados a nível europeu e através da SME Europe para apoiar empreendedores, 'start-ups' e PMEs num ambiente regulatório favorável", disse a Eurodeputada.

Quanto à nomeação como vice-chair da SME Europe, Cláudia Monteiro de Aguiar revela-se honrada e lembra que as PMEs são a espinha dorsal da economia da UE. "O emprego nas PME recuperou finalmente da crise económica e financeira de 2008/2009 e até ultrapassou ligeiramente o nível de 2008 em 2016, segundo o mais recente Relatório sobre as PME da UE. O nível de valor acrescentado gerado pelas PME registou uma recuperação ainda maior, 11% superior à de 2008, além de que todos os Estados-Membros, a exceção da Letónia, registaram um crescimento do emprego das PME em 2016. É incrível e é para continuar apoiando as PMEs com financiamento e programas de incentivo que permitam que elas evoluam ainda mais", sublinhou a Eurodeputada no encerramento da Assembleia Geral da SME Europe em Helsínquia.