PSD diz que comerciantes não querem fecho da Fernão de Ornelas

Após ter estado no terreno, o PSD está apreensivo face ao encerramento da rua Fernão de Ornelas e garante que os comerciantes apresentaram um abaixo-assinado contra o fecho daquela que, nas palavras da vereadora Rubina Leal, “é uma artéria fundamental da cidade”.

Na reunião semanal de Câmara da autarquia do Funchal, a vereadora demonstrou a sua perplexidade relativamente aos números apresentados por Paulo Cafôfo em Assembleia Municipal, na qual o autarca garantiu que 80% dos comerciantes da zona concordavam com o encerramento. Rubina Leal contrapõe, vincando a existência de um abaixo assinado, em que os comerciantes assumem uma posição antagónica ao fecho da rua.

“A Fernão de Ornelas é fundamental para escoar o trânsito, temos parques de estacionamento à volta da rua, que necessita de ter circulação automóvel”, afirmou, temendo que o seu encerramento venha a “acarretar grandes problemas para o trânsito automóvel no centro da cidade”.

Rubina Leal sublinhou a necessidade de defender o comércio tradicional e acusa a autarquia funchalense de falta de planeamento e de organização: “Primeiro fazem a obra, depois é que falam com os comerciantes”, numa alusão aos ecopontos construídos pela autarquia entre o Anadia e o Mercado dos Lavradores, que foi obrigada a tapá-los, na sequência das reclamações dos comerciantes.