JM - Edição impressa: 500 sem apoio para medicamentos; Desporto: Porto segura ponto ao segundo penálti

Meio milhar de munícipes está à espera do apoio da Câmara Municipal do Funchal para adquirir medicamentos. São atrasos que afetam todos aqueles que aderiram ao programa camarário a partir do último trimestre de 2017, informa a manchete de hoje do JM. A autarquia admite o atraso, mas diz que o responsável é o banco que emite os cartões, lê-se na página 11;

A edição desta quarta-feira dá destaque a um calote de 28 advogados à Ordem que atinge os 78 mil euros. Saiba ainda que a Autoridade Tributária vai cobrar as quotas em atraso nas ordens profissionais. Na Madeira, a Ordem dos Advogados tem a receber 80 mil euros desta dívida que atinge os 7 milhões de euros a nível nacional;

Na página 3, fique a conhecer as passadeiras luminosas que chegam ao Funchal;

Conheça os 60 projetos da Orquestra Clássica da Madeira para a nova temporada;

E hoje é dia de destacável que lhe mostra, entre outros assuntos, o código de boas práticas que é defendido pelos arquitetos;

Um jornal, duas capas. No desporto, o Porto segura o ponto ao segundo penálti, o Mónaco continua em ciclo negativo e o Benfica quer fazer história contra o Bayern;

Já o craque Cristiano Ronaldo “aumentou a auto-estima" da Juventus;

Quanto à Associação de Futebol da Madeira, avança em força para o futebol de praia;

Chamada para João Silva e para a Federação de Portuguesa de Automobilismo e Karting que trocam acusações;

No Nacional de Supermoto os madeirenses estão em bom plano, informa a página 33;

Leia ainda que os melhores do squash estão juntos no Galo Active.

Não perca a edição desta quarta-feira do JM, já à venda nas bancas.