Capela da Boa Viagem reabre como espaço cultural e de culto

Iolanda Chaves

A Capela da Boa Viagem, localizada no cruzamento entre a Rua da Boa Viagem e a Rua de Santa Maria, na Zona Velha do Funchal, reabriu ao público esta tarde, passando a ser um espaço de cultura e também de culto.

Propriedade da Câmara Municipal, este pequeno templo fundado em 1655, estava encerrado há 10 anos e foi agora 'devolvido' à cidade reabilitado, por dentro e por fora, para ser usufruído por locais e turistas.

No interior, estão 13 quadros da autoria do conceituado pintor madeirense Henrique Franco, que pertencem ao acervo do Museu Henrique e Francisco Franco, mas que sempre estiveram na capela e aí permanecerão como espólio para ser visitado.

Popularmente conhecida como Capela da Boa Viagem, o nome original é Capela de Nossa Senhora da Oliveira cuja imagem está em evidência no retábulo também restaurado.

Conforme referiu Paulo Cafôfo, presidente da autarquia, este é mais um polo cultural da cidade aberto a iniciativas que respeitem o lado religioso, pelo que em outubro passará a ter missa aos domingos, às 19h00.

Podem ali acontecer pequenos espetáculos (atendendo à dimensão do espaço), tertúlias entre outras manifestações culturais. Paulo Cafôfo disse que a obra de reabilitação foi realizada com a prata da casa e enalteceu o papel do historiador Rui Carita, do ponto de vista científico.

Para já, existe um programa de concertos de música coral e tradicional, sendo o primeiro, dia 14, com o Coro de Câmara da Madeira.