Greve dos enfermeiros na Madeira com adesão de 92%

A greve dos enfermeiros está a ter uma adesão de 92% na Madeira, disse ao JM o Sindicato dos Enfermeiros da Região.

De acordo com a delegada sindical Márcia Ornelas, os números alusivos à paralisação, que tem uma duração de cinco dias, estão a superar as expetativas.

Recorde-se que a greve teve início às 00 horas desta segunda-feira, estando as razões do protesto relacionados com o suposto impasse na negociação da proposta do acordo coletivo de trabalho apresentado pelos enfermeiros em agosto de 2017.

Os enfermeiros pretendem, em concreto, que seja criada uma carreira especial de enfermagem que integre a categoria de enfermeiro especialista e exigem o descongelamento da carreira, lembrando que o Estado deve aos Enfermeiros 13 anos, 7 meses e 25 dias nas progressões. Exigem também a revisão das tabelas remuneratórias.