Fundação "la Caixa" e Governo Regional reforçam apoio a pessoas com doenças avançadas

JM

A Fundação "la Caixa", o Ministério da Saúde e os Governos Regionais das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores impulsionam a criação de 10 equipas de apoio psicossocial para reforçar o apoio que se proporciona a pessoas em fim de vida no âmbito das equipas de cuidados paliativos. Esta colaboração enquadra-se no Programa Humaniza, designado em Espanha por Programa de Apoio Integral a Pessoas com Doenças Avançadas da Fundação "la Caixa".

Um marco deste Programa consiste na implementação de um modelo de intervenção por equipas de apoio psicossocial (EAPS), executado com grande sucesso há nove anos em Espanha e agora alargado e adaptado a Portugal.

Estas equipas são constituídas por profissionais com formação e experiência para prestar apoio psicossocial e espiritual em situações de doença avançada, com vista a melhorar os aspectos emocionais (ansiedade, tristeza, mal-estar emocional, adaptação ao estado de doença), favorecendo o bem-estar dos doentes e seus familiares.

Esta iniciativa vem assim reforçar o cuidado integral realizado pelas equipas de cuidados paliativos tendo em conta tanto o apoio psicológico e emocional, social e espiritual ao doente e aos seus familiares, como o apoio no luto e a profissionais de cuidados paliativos, além do acompanhamento por parte de voluntários.

Em Portugal foram selecionados 10 projetos para constituição de equipas de apoio psicossocial, integradas em equipas de cuidados paliativos, distribuídas por diferentes regiões do País, nomeadamente, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo; Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil; Centro Hospitalar Universitário do Algarve; Instituto São João de Deus (Lisboa); Centro Hospitalar Lisboa Norte; Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira – SESARAM; Santa Casa da Misericórdia do Porto; Unidade Local de Saúde do Nordeste; Hospital Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, (Açores) e Unidade Local de Saúde da Guarda.