Partido da Terra recorda João Semedo como "um político de coração"

O Movimento Partido da Terra (MPT) enalteceu, emcomunicado, o "humanista, o político e o velho amigo pessoal e 'compagnon de route'" que foi João Semedo, falecido esta terça-feira.

"Portugal e os portugueses perdem um amigo, um lutador pela liberdade e pela democracia e também um lutador incansável pela dignidade humana, um político de coração", diz a nota, assinada pelo presidente da Comissão Política Nacional do MPT.

Luís Vicente avança que, "desde as causas humanitárias e das lutas estudantis nos finais da década de sessenta, primeiro na União dos Estudantes Comunistas e, já após o 25 de abril de 1974, no Partido Comunista Português, no Movimento da Renovação Comunista e no Bloco de Esquerda", João Semedo "não deixou de lutar pelo bem de Portugal e dos portugueses, pelas suas convicções e ideais".

O MPT realça ainda que o político "fica na história da resistência e da defesa da liberdade, da democracia, da equidade e do bem-estar de todos os portugueses".

"Perde Portugal, perdemos todos nós. Nunca lhe seremos suficientemente gratos", conclui.