Recém-chegados da Venezuela vão trabalhar para o Alentejo

JM

Uma quinta do Alentejo recrutou, na Madeira, recém-chegados da Venezuela, para embalarem as uvas sem grainha que produz, conforme notícia avançada pelo Expresso.

De acordo com o artigo, assinado pelos jornalistas Marta Caires e Vítor Andrade, à chamada de recrutamento da Herdade do Vale da Rosa responderam 600 pessoas devendo as primeiras 20 comparecer esta semana no novo local de trabalho, em Ferreira do Alentejo.

O contrato de trabalho, adianta a mesma fonte, é de três meses e meio. A empresa paga a viagem de ferry até Portimão, garante alojamento e um ordenado-base na ordem dos 750 euros mensais sem contar com as horas de trabalho extraordinário, sendo que cada sábado dá mais 40 euros.