CDU denuncia "inércia" do Governo e da Câmara do Funchal na salvaguarda da segurança das populações

A CDU esteve esta tarde no sítio da Casa Branca, na freguesia de Santo António, junto ao Ribeiro do Trapiche, para denunciar a "inércia" do Governo Regional e da Câmara Municipal do Funchal na garantia da segurança das populações desta localidade.

De acordo com o porta-voz da iniciativa, Ricardo Lume, “no passado dia 14 de abril, a CDU, juntamente com a população do sítio da Casa Branca, denunciou a inércia do Governo Regional na salvaguarda da segurança dos moradores desta localidade".

"A CDU denunciou que, com as chuvas fortes e o vento que se fez sentir no início do mês de março, um dos eucaliptos que já estava identificado há vários anos e que revelava a necessidade de ser cortado, por representar perigo para as populações, caiu provocando danos numa vereda e destruindo a iluminação pública da mesma via", acrescentou.

Ricardo Lume adiantou que esta situação "torna-se mais grave quando existem vários eucaliptos de grande porte, nesta mesma localidade, em perigo de cair e nada está a ser feito".

Em abril a CDU questionou o Governo Regional e a CMF sobre esta realidade, recordou, avançando que as duas entidades responderam que "já tinham conhecimento da situação" e que estavam a preparar uma intervenção para o corte dos eucaliptos e para a reposição da normalidade da vereda e da iluminação pública.

"Graças à intervenção das populações foi possível garantir a colocação da iluminação pública, mas o problema mais grave ainda está por resolver, pois os eucaliptos que colocam em perigo pessoas e bens ainda não foram cortados", insistiu o comunista.

"É necessário que sejam tomadas medidas imediatas para garantir a segurança das populações desta localidade".