Redes de distribuição de água da Madeira registam perdas na ordem dos 70%

Cerca de 70% da quantidade de água fornecida pela rede não chega aos consumidores madeirenses. O valor foi apontado há instantes por Madalena Fugaréu da Águas da Resíduos da Madeira que acrescentou que os valores estão muito longe das metas definidas para 2020, que previam uma redução de 25% dos recursos hídricos.

Nesse seguimento, a representante da ARM salientou que algumas medidas estão a ser implementadas como a melhoria das condições da rede, sensibilização para o desperdício de água e implementação de tecnologias inteligentes de modo a garantir uma gestão mais eficiente deste recurso.

Já o vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Gouveia, ressaltou que nos últimos cinco anos a autarquia substituiu cinco mil contadores de água, permitindo uma contagem superior em 73%. Acrescentou que 63% das perdas registadas ocorrem na cidade do Funchal, valor que considera normal pois é nesta cidade que é registado mais de metade do consumo com 53 mil consumidores.

Na capital madeirense a rede de distribuição tem uma extensão de 588 km, estando previstas intervenções de substituição em 11 locais diferentes da cidade, sublinhou Miguel Gouveia.