Instituições dedicadas à saúde mental recebem 3,1 milhões de euros

Iolanda Chaves

A Casa de Saúde de São João de Deus e as Irmãs Hospitaleiras do sagrado Coração de Jesus celebraram esta quarta-feira contratos-programa com o Governo Regional, que permitirão a cada uma das instituições obras de reabilitação e de melhoria das condições de assistência aos doentes de saúde mental que acolhem diariamente.

Os apoios totalizam 3,1 milhões de euros, repartidos entre as duas instituições particulares de solidariedade social.

No caso das Irmãs Hospitaleiras, a verba disponibilizada será aplicada na reabilitação de instalações, na Casa de Saúde de Câmara Pestana (São Gonçalo) e no Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família (na Penteada).

Na casa de Saúde, segundo a irmã Paula Jacinto Carneiro, será criada uma unidade de internamento dedicada às demências.

Quanto ao apoio de um milhão e setenta mil euros destinado à Casa de Saúde de São João de Deus, destinar-se-á à criação de uma nova unidade para doenças mentais graves, uma obra essencial, que vai apoiar duas dezenas de doentes, segundo disse o diretor da instituição, Eduardo Lemos.

Pedro Ramos, secretário regional da Saúde, que procedeu à homologação dos contratos-programa, a saúde mental é uma das prioridades que traçou quando assumiu a tutela pelo que agradeceu ao psiquiatra Ricardo Alves, presente na cerimónia, os alertas que lançou relativamente às fragilidades do setor.