Sindicato dos Médicos pede consenso para que novo hospital "passe do papel"

Susy Lobato

“É fundamental que a construção do novo hospital seja uma realidade”, alertou o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), que veio hoje à Madeira estar presente na tomada de posse do novo secretariado regional para o triénio 2018/2021, encabeçado por Fátima Alves.

Jorge da Cunha pediu que o novo hospital não seja uma realidade só no plano político, num período em que se aproximam as eleições. e que passe, efetivamente, do papel.

Na oportunidade, o secretário-geral disse mesmo ter conhecimento, por parte de pessoas que estão dentro do projeto, que a questão do hospital “é só conversa”.

“Fazemos um apelo para que todos os partidos façam um pacto porque, qualquer dia, quando houver uma desgraça nos Marmeleiros já vai ser tarde”.