Associação das Famílias dos Diplomatas Portugueses entrega donativo a ADENORMA

A Associação das Famílias dos Diplomatas Portugueses entrega hoje, no sítio da Ribeira Grande, São Vicente, um donativo à ADENORMA – Associação de Desenvolvimento da Costa Norte da Madeira, constituída a 12 de outubro de 1994, no mesmo concelho.

Este donativo será aplicado na aquisição de uma joelheira (prótese) e de uma cadeira de rodas para dois cidadãos carenciados residentes na costa norte da ilha, equipamentos entretanto já adquiridos pela ADENORMA após a indicação desta associação como beneficiária do tradicional Bazar Internacional do Corpo Diplomático.

Este apoio decorreu das receitas provenientes da realização deste último Bazar Diplomático, no Centro de Congressos de Lisboa, em novembro do ano transacto.

A ADENORMA é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, com estatuto de Utilidade Pública desde 2000, cujo principal objetivo é a prossecução de atividades de natureza humanitária, cultural, educativa e científica, com vista à valorização pessoal e à promoção da inclusão social.

A sua intervenção abrange primordialmente os concelhos de São Vicente e Porto Moniz, na costa norte da Madeira, mas é extensiva a outros concelhos da Região Autónoma da Madeira.

A ADENORMA foi condecorada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em cerimónia que ocorreu no Palácio de São Lourenço, a 10 de junho de 2016, como membro honorário da Ordem do Mérito, distinção imposta pelo representante da República para a Madeira, juiz conselheiro Ireneu Cabral Barreto.

A Associação das Famílias dos Diplomatas Portugueses é um organismo apolítico, com fins sociais e culturais, criado em 1982 para representar e defender os interesses dos cônjuges dos diplomatas portugueses e suas respectivas famílias, mediante contactos com o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Esta associação promove o espírito de solidariedade e de apoio recíproco entre os sócios no estrangeiro e em Portugal, dedicando-se também a actividades de beneficência em prol do bem comum, nomeadamente o tradicional Bazar Internacional do Corpo Diplomático.

Este ano participaram as seguintes embaixadas: África do Sul, Alemanha, Angola, Argélia, Brasil, Chile, China, Colômbia, Egipto, Estados Unidos da América, Filipinas, França, Guatemala, Indonésia, Irão, Luxemburgo, Marrocos, Nigéria, Ordem de Malta, Palestina, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Roménia, Suécia, Suíça, Turquia e Vietname e outros países.

A nível nacional, além da própria associação estiverem presentes a Região Autónoma da Madeira e a Região Autónoma dos Açores.