Eurodeputada gostaria de ter na Madeira a gala das Estrelas Michelin

Iolanda Chaves

Cláudia Monteiro de Aguiar disse hoje, na abertura da conferência 'Viajar à Mesa: aliar a experiência gastronómica ao desenvolvimento dos destinos', que gostaria de ver realizada na Madeira a gala da entrega das Estrelas Michelin, que no ano passado decorreu em Tenerife (Canárias).

A eurodeputada queria lançar o desafio ao diretor para a Europa do Guia Michelin, mas à última hora foi informada de que Arnaud Chatin não estaria presente, optando por enviar um vídeo que foi visualizado no início do primeiro painel.

A conferência, promovida por Cláudia Monteiro de Aguiar, desdobrou-se em dois paineis, moderados pelo jornalista e crítico de gastronomia Fernando Melo.

O primeiro painel contou com as intervenções de Isabel Garana, diretora para a Europa da rede Gastronómica da Organização Mundial do Turismo, e de Luiz Pinto Machado, do Observatório de Turismo da Universidade da Madeira.

Isabel Garana falou da importância do turismo gastronómico e do turista que o pratica, descrito como alguém que consome mais que a média, procura produtos artesanais com toque pessoal, quer descobrir a identidade local e levar lembranças relacionadas com a gastronomia.

Para o segundo painel foram convidados os 'chefs' Miguel Rocha Vieira, do restaurante Fortaleza do Guincho; Luís Pestana, do Reid's (madeirense com estrela Michelin) e Octácio Freitas (Four Views) que partilharam as suas experiências.

A secretária regional do Turismo e Cultura também marcou presença e destacou a eno-gastronomia como uma vertente importante para o turismo regional, capaz de atrair o dito turista gastronómico que seleciona os destinos a visitar pela oferta gastronómica e que sendo feliz nessa experiência, que deverá ser o mais autêntica possível, se torna num promotor do destino. Paula Cabaço agradeceu aos 'chefs' o facto de apostarem nos produtos locais e no receituário regional nas suas criações.