PSD releva empenho do Governo Regional na resolução da inoperacionalidade do aeroporto

Iolanda Chaves

A Comissão Política do PSD Madeira, reunida esta tarde, relevou o empenho do Governo Regional "na procura de soluções para o problema frequente da inoperacionalidade do Aeroporto Internacional da Madeira - Cristiano Ronaldo" pelo facto se disponibilizar para a compra de equipamento que possa facilitar a operação.

"A mobilidade dos madeirenses e a economia da nossa Região não podem continuar a ser prejudicados devido a limitações impostas em 1964, porque a realidade mudou: a pista foi ampliada e as aeronaves estão tecnologicamente mais evoluídas", sustenta o PSD num comunicado de que foi porta-voz Tranquada Gomes.

O PSD entende que urge uma solução, salvaguardando, por outro lado, que não deverá "em circunstância alguma" colocar em causa a segurança das pessoas.

A Comissão Política congratulou-se com a decisão do Governo Regional de aplicar na Madeira o passe sub-23, um investimento superior a meio milhão de euros que beneficiará três mil estudantes do ensino superior na Região.

"Trata-se de uma medida assumida pelo governo dos madeirenses que é responsabilidade do Governo Central", sublinha o PSD.

Relativamente ao financiamento do novo hospital, à revisão do subsídio de mobilidade, aos juros da dívida, às dívidas dos subsistemas de saúda, à sobretaxa do IRS e ao pagamento das receitas dos jogos sociais de anos anteriores, PSD "lamenta que o Governo da República continue a adiar questões que são de extrema importância para os madeirenses".

No que respeita às três eleições que vão ser disputadas em 2019 (Europeias, Nacionais e Regionais), o PSD reconhece que vão "ser difíceis mas decisivas para o futuro da Madeira" e que a orientação passa por "preparar o partido, assumir os melhores projetos e ter os melhores quadros para defender os interesses da Região e dos madeirenses e denunciar todos aqueles que querem vender e trair a Autonomia tão duramente conquistada".