SESARAM: Adesão à greve dos trabalhadores da Saúde na Madeira situou-se nos 13% de manhã e nos 8% à tarde

Tânia R. Nascimento

A adesão à greve nacional dos trabalhadores da Saúde na Madeira foi de 13% no turno da manhã e de 8% no turno da tarde, informa o Serviço de Saúde da Região (SESARAM).

Em comunicado, o SESARAM avança que no turno da manhã, dos 1.401 funcionários previstos, 184 aderiram à greve, números estes que incluem o período da noite, a partir das 00 horas do dia de hoje.

No turno da tarde, dos 822 funcionários previstos, 66 aderiram à greve.

Estes números correspondem à greve de todos os funcionários previstos para o exercício de funções no dia de hoje (exceto médicos e enfermeiros) e incluem todas as categorias profissionais pertencentes aos hospitais, unidades e centros de saúde geridos pelo SESARAM.