PSD/M pede ajuda aos jovens para impedir "ataque deliberado à autonomia"

Susy Lobato

O secretário-geral do PSD/M lembrou, esta manhã, que o partido tem de estar unido em defesa do "ataque deliberado à autonomia conquistada pelos madeirenses".

Rui Abreu, que falava esta manhã na sessão de abertura do XXII Congresso Regional da JSD/M que decorre em São Vicente, transmitiu que os jovens têm um papel decisivo nessa luta, até porque, como madeirenses, são também parte interessada.

Reforçou que "o PSD/M está em permanente escrutínio" e que "as eleições que vamos enfrentar são isso mesmo", com todas as estratégias a serem postas à prova. Mas, sublinhou, independentemente de tudo, "defender de forma intransigente a autonomia regional e a população".

Nesse sentido, Rui Abreu transmitiu que o relacionamento com a República tem "limites" e frisou que as promessas têm de ser cumpridas, nomeadamente no que respeita ao novo hospital e à mobilidade.

Numa altura em que esta estrutura política de jovens prepara-se para eleger os seus novos órgãos, Rui Abreu apelou à mobilização e persistência desta equipa.

André Alves, que se despede este fim de semana da presidência da JSD/M, referiu que sai com sentimento de dever cumprido, mas alerta que este é um momento difícil e desafiante. Primeiro, porque a política está cada vez mais descredibilizada e, depois, porque existe uma oposição bem vincada.

Refira-se que Bruno Melim é quem irá suceder a André Alves e que a tomada de posse dos novos órgãos da JSD/M decorrerá amanhã, às 14 horas.