Autarquia promete libertar praça em frente ao Caniço Shopping de automóveis

O JPP apresentou hoje no centro do Caniço 0as prioridades de investimento da autarquia de Santa Cruz para a freguesia.

Filipe Sousa afirmou que a restruturação profunda para a praça em frente ao Caniço Shopping, ponto central da cidade, vai avançar no plano de investimentos da autarquia para 2019, que prevê a libertação daquele espaço da pressão automóvel e a criação do ambicionado mercado agrícola.

O autarca e presidente do JPP revelou outros investimentos que fazem parte de um plano já apresentado ao Governo Regional e que o Município de Santa Cruz gostaria de desenvolver em parceria no âmbito dos contratos-programa do Governo com as autarquias locais.

Junto à sede do Canicense, onde a autarquia é proprietária de um prédio com mais de dois mil metros quadrado, está planeada a construção de um espaço multiusos com auditório, que congregue as várias associações que estão espalhadas na freguesia e que, paralelamente, prevê a criação de estacionamento, afirmou a mesma em comunicado.

Em colaboração com o Governo Regional, a autarquia JPP quer avançar com a requalificação da Promenade dos Reis Magos.

"Por isso, queria pedir ao Governo Regional que recue um pouco nas prioridades de investimento neste concelho. porque há bem pouco tempo foi anunciado um investimento de um milhão e quatrocentos mil euros na freguesia do Caniço para a criação de um espaço verde, mas para nós existem outras prioridades. Falo concretamente na chamada via de cintura interna que é a ligação entre a Cancela, Assomada, Azenha e Tendeira de Baixo. Uma estrada completamente destruída, onde é necessário criar passeios e acabar com as barreiras arquitetónicas que impossibilitam as pessoas de circularem. É também necessário um investimento forte na ligação entre o Caniço e a Camacha", disse no documento dirigido à imprensa.

Em termos de gestão dos dinheiros públicos, Filipe Sousa defende também a necessidade do executivo regional acompanhar aqueles que serão os investimentos da autarquia, que na referida via de cintura interna vai investir cerca de 300 mil euros na requalificação da rede de água potável e esgotos.

Na mesma nota, o presidente do JPP lamentou a circunstância do Município de Santa Cruz estar há mais de vinte anos sem definição de prioridades, com investimentos de fachada e sem retorno, num ciclo que é importante começar agora a combater.

A autarquia acrescenta que pretende executar as obras previstas, com ou sem o Governo Regional. "No entanto, seria bom que o Governo se associasse, porque havendo partilha haverá poupança e benefício para a população em termos de prioridades de investimento”, conclui o comunicado do JPP.