Governo Regional apresenta precauções e conselhos para quem vai para a serra

Fazer uma caminhada por uma levada, percurso pedestre ou trilho obriga a cuidados específicos e que o Instituto de Florestas e Conservação da Natureza recorda para o usufruto da natureza com a segurança de todos.

O Governo Regional aconselha, também, a optar pelos Percursos Recomendados - 28 na Madeirae dois no Porto Santo - porque são alvo de manutenção regular, pelo que "oferecem melhores condições de segurança".

"Para sua segurança, não caminhe só, leve sempre companhia; recolha previamente informação atualizada sobre o percurso; enforme sempre alguém do trilho que vai fazer e hora prevista de chegada; certifique-se do tempo de caminhada e garanta que a finaliza antes de anoitecer; transporte alguma comida e água de reserva; utilize roupa e calçado apropriados; se possível, leve um telemóvel consigo; certifique-se das condições meteorológicas no local do percurso, antes de iniciá-lo (em condições meteorológicas adversas e em situações de alertas para precipitação intensa ou ventos fortes, não realizar o percurso); em caso de fortes chuvas, ventos e queda de granizo e/ou neve não faça o percurso ou volte para trás pelo mesmo caminho; não tenha comportamentos de risco (por exemplo: não tirar fotografias em andamento); verifique se é necessário o uso de lanterna", lê-se num comunicado.

Em relação a normas de conduta, o Governo Regional recomenda "manter-se dentro do trilho; evitar ruídos e atitudes que perturbem o meio; não recolher nem danificar plantas ou perturbar os animais; não abandonar lixo (não deitar lenços de papel no chão, a sua decomposição é muito lenta), levar até um local onde haja serviço de recolha; não fazer lume; se é fumador, não deitar as beatas no chão, guardá-las para colocar no caixote do lixo; não destruir ou modificar a sinalética".

São contatos de emergência os números 112 e 291 700 112 (da Proteção Civil). Para saber as concidções meteorológicas, pode ser consultado o site www.ipma.pt.