Mobilidade e TAP foram os temas levados pelo CDS/PP para a reunião com Pedro Calado

JM

A mobilidade aérea, bem como o problema dos sucessivos cancelamentos dos voos da TAP para a Madeira, foram os assuntos levados pelo líder do CDS/PP, esta manhã, ao vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado.

No final do encontro, Lopes da Fonseca disse que o vice-presidente mostrou “abertura” para o entendimento com os partidos da Região de modo a que, no futuro, “haja uma concertação de esforços no sentido de os partidos, quer na Assembleia Legislativa Regional, quer na Assembleia da República, possam encontrar plataformas de entendimento no sentido de encontrarmos soluções para os problemas que foram criados”.

Contra “qualquer limitação ao subsídio social de mobilidade”, o líder centrista frisou que terá de ser o governo da República a encontrar uma solução para este problema. Até porque, lembrou, “há uma resolução que foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa da Madeira que já está na Assembleia da República e que neste momento está na gaveta”.

Neste sentido, Lopes da Fonseca deixou o pedido para que os deputados eleitos pela Madeira, com assento na Assembleia da República, possam “chamar a si” esta resolução e que resolveria o problema dos transportes aéreos da Madeira para o continente.

Em relação à TAP, o líder considera que a companhia, enquanto empresa maioritariamente pública, tem de assegurar os voos para a Madeira e impedir que hajam novos cancelamentos.

Ainda a respeito dos assuntos discutidos nesta reunião, o centrista revelou que, “em breve” poderá haverá uma solução para o transporte aéreo para o novo concurso que vai ser lançado e que permitirá a ligação entre a Madeira e o Porto Santo.