PCP vai questionar Governo Regional sobre gestão da ‘Escola Hoteleira’

O PCP vai perguntar ao Governo Regional se a gestão da ‘Escola Hoteleira’ passará a ser novamente pública ou se será lançado um novo concurso público de concessão, na sequência do incumprimento das obrigações assumidas pela concecionária, a empresa ‘Centro de Estudos, Línguas e Formação do Funchal, S.A. (CELFF).

O partido recordou que o GR, através de uma resolução de março de 2017, determinava à CELFF a entrega ao concedente da ‘Escola Hoteleira’, o que deverá acontecer nos próximos cinco meses.

“A 1 de Agosto de 2017, através da resolução nº 461/2017 o Governo Regional, reiterou a intenção de rescindir o “Contrato de Concessão de Exploração da Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira”, prorrogando o prazo por mais um ano, ou seja, para ter efeitos no final do ano letivo 2017/2018”, acrescentou o comunicado do partido.

Entretanto, numa audição realizada posteriormente, em novembro, a secretária do Turismo e Cultura, “fundamentou a prorrogação com o facto de ser necessário garantir estabilidade letiva e pedagógica, de forma a não prejudicar professores e alunos”, salientou o PCP.