Fragata portuguesa patrulha fronteiras da União Europeia

JM

A fragata D. Francisco de Almeida, da Marinha Portuguesa, vai participar, de 26 de março a 5 de junho, numa missão de patrulhamento de fronteiras da União Europeia, no Mediterrâneo Central.

A Operação THEMIS visa colaborar com a Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira – FRONTEX, na redução do fluxo de migração irregular em direção às fronteiras externas da União Europeia.

As áreas de intervenção foram identificadas pelos Estados-Membros, que vão, assim, realizar ações conjuntas de patrulhamento, cooperando sob coordenação do país que exerce jurisdição.

Durante 72 dias, o navio irá patrulhar as áreas atribuídas do Sul de Itália, entre o Norte de África e Leste da Europa, realizando cerca de 1000 horas de navegação na vigilância das fronteiras externas, no apoio a operações de busca e salvamento, e também na prevenção e deteção de crimes transfronteiriços tais como o tráfico de migrantes, o narcotráfico, o tráfico de armas, entre outros.

O NRP D. Francisco de Almeida é comandado pelo Capitão-de-fragata João Pedro Monteiro da Silva e possui uma guarnição de 168 militares, incluindo duas equipas do pelotão de abordagem do Corpo de Fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica. Em colaboração, encontra-se ainda embarcado um inspetor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e dois oficiais de ligação Italianos (Guardia di Finanza e Guardia Costiera).