Sara Madruga lamenta que promessa de investimento tecnológico na RTP continue por cumprir

Esta terça-feira, na audição parlamentar ao Conselho de Opinião da RTP, que teve lugar na Assembleia da República, Sara Madruga da Costa, deputada à Assembleia da República, chamou a atenção para as promessas de investimento tecnológico na RTP-M que ainda "continuam por cumprir".

“Há três anos que o Governo da República e o Conselho de Administração da RTP prometem iniciar o investimento tecnológico na RTP- Madeira e ainda não se viu nada, o investimento teve lugar apenas nos Açores", disse a social-democrata.

Sara Madruga da Costa lembrou que "são três anos de promessas de investimento sem qualquer resultado", notando "uma falta gritante de investimento no Centro Regional da Madeira", o único centro do país que ainda é analógico quando todos os outros já são digitais.

"As carências da RTP Madeira são conhecidas e refletem-se no trabalho diário dos profissionais que com os recursos obsoletos existentes fazem pequenos milagres para que a emissão e o serviço público regional não fique comprometido”, salientou a deputada madeirense.

Manuel Coelho da Silva, presidente do Conselho de Opinião da RTP, em reposta às questões colocadas pela deputada social democrata, reconheceu que o investimento apenas foi efectuado até à data na RTP- Açores e que começa a chegar o momento de efectuar o investimento na RTP- Madeira, sugerindo que a entrada de 10,4 milhões de euros na RTP S.A., no final de 2017 seja destinada a esse investimento.

Sara Madruga da Costa apontou ainda para a falta de representatividade da Região no Conselho Geral Independente: “Neste momento e ao contrário do que é normal e desejável, o CGI não tem nenhum membro indicado pela Madeira”.

A deputada alertou para o significado dessa ausência, defendendo “uma maior integração dos formatos e dos conteúdos regionais nos canais nacionais”.