PS-Madeira critica adiamento do ferry e acusa Governo de incompetência

JM

O Partido Socialista-Madeira criticou, esta noite, o novo adiamento do prazo para o concurso público para a ligação "ferry" entre a Madeira e o continente.

No final da reunião da Comissão Política, Emanuel Câmara deu conta de uma "desilusão enorme" entre os socialistas por verem "mais uma vez um Governo Regional que não consegue resolver um problema que foi assumido quando Miguel Albuquerque ganhou as eleições".
O líder do PS-M sustentou que este é um governo que já demonstrou em todas as áreas ser de uma "incompetência tremenda".
"Estamos a falar da saúde, da educação, do ambiente, de uma série de dossiês que são da responsabilidade única e exclusiva do Governo Regional, que, mais uma vez, não só demonstrou não ter capacidade para os resolver, como também, naquilo que prometeu aos madeirenses e porto-santenses, como foi o caso do ferry, mais uma vez há um adiamento", criticou Emanuel Câmara.
As Jornadas Parlamentares do PS-M, que terão lugar entre os dias 23 e 25 deste mês, no Porto Santo foi outro dos assuntos debatidos.
Durante as jornadas, adiantou Emanuel Câmara, serão discutidos temas importantes para aquela ilha e para toda a Região Autónoma, nomeadamente o Turismo, o Desenvolvimento e Coesão Regional e o Quadro Comunitário Portugal 2030.
Esta iniciativa contará com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, que falará sobre o próximo Quadro Comunitário de Apoio.
Emanuel Câmara sublinhou que, além do encontro dos parlamentares, dos autarcas e do secretariado do partido, este será também um fim de semana para estar em contacto com a população local.