Alegações finais do caso da morte de menina levada por insuflável são a 16 de abril

As alegações finais do caso da morte de uma menina que morreu ao ser levada dentro de um insuflável pelo vento ficaram marcadas para as 13h30 do dia 16 de abril, no Tribunal de Santa Cruz.

A confirmação da data foi feita há instantes, numa sessão que decorreu no local onde aconteceu o incidente, em 2015.

Recorde-se que nesse ano, dois homens foram acusados de homicídio por negligência e estão a ser julgados no Tribunal de Santa Cruz, na Madeira.

A 15 de maio de 2015, uma menina de oito anos ficou gravemente ferida depois de o insuflável onde brincava, que estava instalado no parque de estacionamento de um restaurante na freguesia do Caniço, concelho de Santa Cruz, ter sido levado pelo vento, acabando por cair de uma altura de aproximadamente oito metros, numa estrada de acesso à via rápida.

O Ministério Público acusou o proprietário do equipamento, o responsável pela exploração do estabelecimento, do crime de homicídio por negligência grosseira.