36% dos anúncios de oferta de emprego são apenas para homens

Carla Ribeiro

A secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais admitiu, hoje, que ainda há discriminação, desigualdades, preconceitos. Deu mesmo números: 36% dos anúncios publicados na comunicação social com o objetivo de oferta de emprego, são destinados apenas aos homens.

Rubina Leal falava no início desta tarde, no Colégio dos Jesuítas, onde participou no lançamento do concruso "Igualdade de Género e Cidadania", uma iniciativa que está a ser realizada em parceria com a Universidade da Madeira (UMa). Para Rubina Leal, aquela percentagem revela que ainda há muito a fazer no sentido de incutir o espírito de combater a desigualdade.

A governante disse que o Executivo madeirense tem um programa específico para a Região e que tem a ver com o combate às desigualdades. Programa esse que trabalha com todas as pessoas que frenquentam as instituições da economia social. Foram já abrangidas centenas de pessoas nas sensibilizações para aquilo que queremos que seja uma maior justiça social. Neste dia da mulher, Rubina Leal defendeu que é preciso continuar a trabalhar para uma maior justiça social.

A secretária regional realçou que, no entanto, muito tem sido feito nomeadamente junto dos jovens, incutindo-se abordagens que vão trabalhando a igualdade de direitos.