PCP quer que igualdade entre homens e mulheres seja uma realidade

JM

O PCP-M realizou hoje, uma iniciativa na Rua Fernão Ornelas, com o objetivo de assinalar o Dia Internacional da Mulher. Na intervenção pública, a dirigente do PCP-M, Herlanda Amado, destacou «a importância da luta das mulheres pelo exercício dos seus direitos para que a igualdade seja uma realidade no seu quotidiano, enquanto trabalhadoras, cidadãs e mães», salientando, em tom de denúncia, que «hoje é exigido romper com as causas estruturantes das desigualdades e discriminações patentes na intensificação da exploração laboral, no incumprimento dos direitos de maternidade e paternidade, na sobrecarga das trabalhadoras com as tarefas domésticas e familiares, nas desigualdades de acesso à saúde e a outros importantes serviços públicos».

Ainda durante a iniciativa, o PCP aproveitou para saudar «todas as mulheres» e afirmar« neste 8 de Março a sua determinação e empenho pela concretização de uma política alternativa que tenha como prioridades, prevenir e combater as discriminações que atingem de forma específica as mulheres; eliminar todas as formas de exploração e violência que sobre si são exercidas: no trabalho, na família e na sociedade e promover o exercício pleno dos direitos das mulheres para que a igualdade seja uma realidade em todas as dimensões das suas vidas».