PS-M quer tornar-se “mais pujante” no poder local em 2017

Lusa

O PS/Madeira organiza este sábado, no Funchal, um congresso autárquico, com o objetivo de fazer o balanço da atividade no período entre 2013 e 2017 e projetar o partido para uma maior "pujança" ao nível municipal.

"O congresso envolve todas as estruturas do partido na região autónoma e está dividido em três painéis: Poder Local, O Futuro Somos Nós e Fazemos Melhor", explicou Paulo Bruno Ferreira, presidente do Gabinete Autárquico do PS/Madeira.

Os painéis terão como principais oradores os presidentes de câmara eleitos pelo PS e os presidentes das comissões concelhias do partido, no sentido de fazer um balanço sobre o mandato autárquico que se iniciou em 2013 e termina este ano.

O PS/Madeira governa em quatro câmaras municipais, no total de onze que compõem a região autónoma: Funchal (em coligação com o BE, PTP, MPT e PAN), Porto Santo, Machico (zona leste) e Porto Moniz (norte).

O partido lidera também dez juntas de freguesia (cinco no Funchal, três em Machico e duas no Porto Moniz) e dispõe de vereadores nas câmaras municipais de Ponta do Sol, Ribeira Brava e Câmara de Lobos (zona oeste).

Paulo Bruno Ferreira salientou que, na sequência do congresso de sábado, será elaborado um manifesto visando as próximas eleições autárquicas, com o objetivo de incutir no partido "mais pujança" ao nível do poder local.